Logo Landhi

Casa CPL

Descrição
Desde que foi construída, há mais de 60 anos, essa casa permaneceu na mesma família e foi ocupada por diferentes configurações familiares. Nessa nova fase, os moradores decidiram fazer uma grande transformação para que nos próximos anos a residência atendesse com mais conforto aos seus usos, se tornando um lugar de reunião de toda a família. Uma casa de fazenda para viajar aos finais de semana sem sair de São Paulo, uma casa moderna e equipada para viver e usar no cotidiano. Duas regiões da casa eram as que chamavam mais atenção para o objetivo de modernizar. De um lado cozinha, copa, despensa e quarto de funcionários mantinham uma configuração tradicional, segregando cada atividade em um espaço e dependendo de uma trama complexa de fluxos entre os diversos ambientes. Do outro lado, no extremo oposto da casa, a suíte do casal era precedida por uma ampla ante-sala que era utilizada como biblioteca e sala de estudos, deixando bastante espaço livre. Ao mesmo tempo o quarto dividia espaço com um closet apertado, deixando para a cama um recinto de área reduzida e com uma pequena janela voltada ao recuo. Observando essas duas frentes, o projeto buscou reorganizar a área da cozinha integrando todos os ambientes com o salão principal da casa e ampliar a suíte tornando-a mais confortável. Um princípio que permeou as ações em todos os ambientes foi a vontade de abrir a casa para seus espaços exteriores, aproveitar ao máximo a luz natural e integrar a vegetação dos jardins com o espaço interno. ​A demolição de todas as alvenarias na ala da cozinha permitiu repensar sua organização ao redor de uma grande bancada central que é dividida entre área de preparo e bancada para refeições rápidas. À direita desta ilha um armário alto de aço é um dos principais substitutos para o armazenamento que antes era feito na despensa. O acesso às louças e mantimentos tornou-se muito mais prático e o próprio armário solucionou a divisão entre a cozinha, o dormitório de funcionários e a escada do escritório. Do lado oposto, a cozinha recebeu armários diversos, além de uma bancada de apoio para café e nicho para as geladeiras. Ao fundo, ficaram concentradas as pias, de frente para a nova e grande janela que se abriu para o exterior. Em cada extremidade desta nova cozinha uma porta conduz para o quintal, para lavanderia e para o jardim da churrasqueira, organizando todos os fluxos ao longo de eixos claros e diretos. Um dos ambientes que fazia parte desta ala da casa era a Sala de TV, que dava acesso ao escritório e com a existência de uma lareira era um dos ambientes mais aconchegantes da residência. Com a sua demolição, a sala de jantar ganhou mais amplitude e iluminação com uma nova janela vertical. Um conjunto de adegas e geladeiras tornou-se apoio para o jantar e sobretudo para dias de festas e reuniões de família. Com isso, a sala principal da casa, que já possuía outra lareira maior e mais exuberante, assumiu a função de espaço de estar e convívio, e não mais apenas de uma sala de visitas. Apesar da dimensão e pé direito alto imponentes, buscamos trazer uma sensação de acolhimento para o ambiente. A maior parede da sala teve o revestimento removido de modo que os tijolos de barro ficassem aparentes. À sua frente, uma estante de aço com quase 7 metros de extensão feita sob medida abriga a grande coleção de CDs, uma televisão proporcional ao tamanho da nova sala e todos os equipamentos necessários. A cobertura da área externa adjacente foi em grande parte substituída por telhas de vidro para que a luz natural invadisse o ambiente. A área de churrasqueira e forno de pizza também foi remodelada para estabelecer uma relação mais clara com a sala e facilitar a circulação entre o espaços e em direção à piscina.
Superfície total
540

Galeria