Logo Landhi

Apartamento 407N

Descrição
A reforma desse pequeno apartamento de 2 quartos na Asa Norte era necessária. O apartamento se encontrava em um estado de grave degradação, com infiltrações dominando as paredes e pisos, carpetes e azulejos danificados, esquadrias quebradas e toda sorte de problemas. O mobiliário antigo já não comportava o correto armazenamento de partituras e livros do proprietário, um violonista erudito. A situação gerou, ao longo do tempo, uma série de improvisos que tornava a casa pouco manejável. O projeto teve como premissa a reformulação das áreas molhadas do apartamento, evitando o conflito de ares entre cozinha, lavanderia e banheiro, todos ventilados pela mesma janela. Para resolver esse conflito, optou-se por realocar a lavanderia para um armário voltado para o corredor com portas venezianas de alumínio que permitem o fechamento do ambiente sem impedir a ventilação. Na parte superior da lavandeira, sobre forro do banheiro, foi criado um duto de ventilação que torna contínua a circulação de ar, evitando mofo. A solução se mostrou eficiente do ponto de vista do espaço, uma vez que a circulação da casa passa a ser compartilhada com a lavanderia. Em espaços pequenos, cada metro quadrado conta. O ganho de área decorrente da mudança da lavanderia permitiu a criação de um novo banheiro, voltado para um dos quartos. O banheiro principal também melhorou, tendo a sua ventilação diretamente ligada ao fosso do prédio. Além disso, na parte íntima, os pequenos quartos de 7,2 e 7,8m² contaram com reformulação dos armários, camas e bancadas de estudo para a otimização do espaço interno. Com projetos customizados, esses móveis puderam abarcar a demanda de armazenagem sem dificuldades. Assim, os dois moradores da casa passaram a ter mais conforto. Na sala, a sensação ampliação do espaço foi completa. De um lado, a integração da varanda, antes pouco utilizada, abriu a vista para os jardins externos e trouxe claridade para o ambiente. Do outro lado, a integração da cozinha propiciou a ventilação cruzada através do apartamento. Uma bancada/moldura concretada no local demarca a divisão dos dois ambientes, ao mesmo tempo em que faz as vezes de mesa de jantar. A solução de baixo custo é o elemento de maior destaque do projeto. Para resolver a questão da armazenagem de partituras, violões e objetos, uma grande estante/gaveteiro foi projetada para a sala. Seu desenho foi pensado de forma a se obter a maior quantidade de gavetas sem estrangular o espaço. Assim, próxima a janela, a estante tem a altura de um banco, compondo o ambiente de estar. Na parte central a estante cresce uma gaveta de altura a cada módulo até atingir o pé direito da sala, próxima do corredor. O desenho escalonado liberou espaço na parede para se pendurar os violões, apoiar quadros e objetos decorativos. Por fim, o projeto contou com a simplicidade e clareza dos materiais utilizados para ampliar a sensação do espaço. As superfícies brancas aumentaram a luminosidade interna, dispensando o uso de luz artificial durante o dia. O piso de carpete foi substituído por um porcelanato de massa plena, mais resistente, num tom cinza claro. Na sala, o concreto e a madeira contrastam com os tons claros e dão suporte aos livros, quadros e vasos de plantas, trazendo vida ao ambiente.
Ano do projeto
2018

Galeria